quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Madrugada numa lagoa quase seca (Parte 1):







Num dia do mês de Outubro de 2012, fui dar uma caminhada nocturna e matinal, tendo passado pela Lagoa dos Teixoeiros, que se apresentava quase seca. Estive lá quase duas horas, tendo assistido ao nascer do dia. (E claro, também fotografei o momento!)
A Lagoa dos Teixoeiros (também conhecida por Lagoa da Mata ou Lagoa da Tocha), é uma lagoa natural de água doce (ocupando uma área aproximada de 7 hectares), localizada na Freguesia da Tocha e Concelho de Cantanhede.

No ano de 2012, as chuvas fortes que costumam aparecer no fim do Verão atrasaram-se alguns meses, apesar de não ter sido propriamente um ano de seca grave, como o de 2004-2005. Quando estas chuvas não aparecem, as lagoas do Sul da Gândara, de baixa profundidade média e em processo de acelerado assoreamento natural (também derivado em parte da acção humana), sofrem secas totais ou parciais. Felizmente, o Inverno desse ano trouxe as aguardadas chuvas.

Quase imunes a esta situação, estão a Barrinha e a Lagoa de Mira, alimentadas por ribeiras durante todo o ano e com o nível de água controlado por diques artificiais. Talvez derivado do seu maior aproveitamento  turístico, estas duas lagoas têm sido melhor preservadas do que outras, que estão praticamente ao abandono.

Como curiosidade adicional, pude constatar que algumas aves e mamíferos de hábitos nocturnos, pouco habituados à presença de pessoas nos seus habitats durante essas horas, mostraram ter menor receio em relação ao intruso humano (eu), tendo vários animais passado muito perto de mim! Como em Portugal quase não existem animais perigosos para o homem, o meu maior receio durante estas voltas é mesmo um dia ter o azar de encontrar um maluco com uma pistola ou caçadeira!

Dawn in a lake almost dry (Part 1):

During one day of the month of October of 2012, i went for a walk, during part of the night and morning of that day. I stopped near two hours in the "Lagoa dos Teixoeiros" to take some pictures of the day break and early morning.
The Lagoa dos Teixoeiros (also known as Lagoa da Mata or Lagoa da Tocha), is a fresh water lake (of natural origin), with an water area of approximately 17 acres (7 hectares), surrounded by forests (mainly of pine trees) and a few agricultural lands. This lake (here we call it "lagoon"), is located in the Civil Parish of Tocha and Municipality of Cantanhede.

In that day, the lake was almost dry. During 2012, the heavy rains who usually come during the end of Summer, only appeared in the Winter. As these natural lakes have low medium depth (they are in a severe process of aggradation, with natural and human causes), they become dry during the years of drought. Fortunately, 2012 was not a year of severe drought in Portugal. The last severe drought in Portugal, was in the years of 2004-2005, years of bad memory to nature, agriculture and public water supply, throughout the country.
As an additional curiosity, i have to say that some night mammals and night birds are less afraid of man, perhaps because there are no humans in their habitats during the night. During that nocturnal hike, a few wild animals passed very close by me. But don't worry, in Portugal we have very few animals dangerous to men. My biggest fear during these hikes is to find some crazy dude with a gun...

















Localização / Location:

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Casa Humilde (e Minúscula!):

Na aldeia dos Carreiros (na Freguesia da Sanguinheira e Concelho de Cantanhede), existe uma pequena casa abandonada que sempre captou a minha atenção, pelo seu carácter pitoresco e pelas suas dimensões muito reduzidas. Utilizar o adjectivo "pequena" para descrever esta casa talvez seja um eufemismo, pois ela é mesmo minúscula. E apesar do seu reduzido volume, esta casa ainda se encontra dividida em duas divisões internas, um quarto e uma sala/cozinha.
Segundo ouvi dizer, esta casa seria habitada há algumas décadas por uma senhora idosa, de pequena estatura física e condição humilde. Será verdade? Não sei! Se algum leitor conhecer a verdadeira história por detrás desta casa, agradeço antecipadamente que a partilhe connosco nos comentários.
Deixo aqui algumas fotos desta casa, tiradas em Dezembro de 2010 e Janeiro de 2013, durante uma volta de bicicleta e uma caminhada.

Tiny House!

In the village of Carreiros (located in the Civil Parish of Sanguinheira and Municipality of Cantanhede), there is an interesting abandoned house, really small, who always caught my attention. Despite the very small size, the house has two internal divisions, one room and a living room / kitchen.

I dont know the real history of this house. Someone told me that, a few decades ago, the house was inhabited by an humble old lady, poor and of short stature.

Today i present a few pictures of this house, taken in December of 2010 (during a bike ride) and January of 2013 (during a hike).






Localização / Location:

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Blog Visões da Gândara no Facebook:

Este blog também dispõe agora de uma página na rede social Facebook, em www.Facebook.com/Visoes.da.Gandara. (Admito que já o faço com uns anos de atraso!) Nesta página irão ser colocados todos os novos posts do blog, estando também disponíveis os antigos posts. Outro material poderá igualmente surgir no futuro.

Visões da Gândara in Facebook:

This blog now has a page available in the social network Facebook, in www.Facebook.com/Visoes.da.Gandara (Click!). All new blog posts (and perhaps other contents), will appear in the page. Links to the old posts are also available.

Arte Xávega à moda antiga:

A Arte Xávega é uma técnica tradicional de pesca costeira de arrasto, que ainda é praticada em algumas localidades costeiras de Portugal, sobretudo no Litoral Centro, incluindo na Praia de Mira e na Praia da Tocha. Outrora muito praticada ao longo de toda a costa portuguesa, entrou em decadência nas décadas de 60 e 70 do século XX, tendo desaparecido de grande parte das localidades costeiras do país. Nos locais onde sobreviveu, passou por um processo de modernização tecnológica, que lhe permitiu trabalhar com um número bastante mais reduzido de pescadores, bem como poupar estes do esforço muscular hercúleo que lhes era exigido no passado. Apesar destas transformações, esta arte ainda conserva um carácter tradicional, em que sobrevive muita da herança histórica, cultural e social de tempos passados.

Hoje deixo aqui alguns vídeos antigos retirados do Youtube, filmados em película nos velhos tempos do cinema a preto e branco, que nos dão um retrato fiel de como era a Arte Xávega à moda antiga:

The "Arte Xávega" in the old times:

The "Arte Xávega" is an ancient and traditional fishing technique, who is still used in a few coastal settlements of Portugal, mainly in the Central Region, including the Beaches of Mira and Tocha.

The "Arte Xávega" entered in decadence in the 60s and 70s, and disappeared in many places of the portuguese coast. In the few places where it survived, it underwent a small technological evolution, but retained many of its traditional, technical, cultural and social characteristics.


In these few movies, taken from Youtube, the reader can see how was the real "Arte Xávega" in the old times:
...........................
Onde os Bois Lavram o Mar. Filme incompleto, filmado em 1959 na Praia de Mira (no Concelho de Mira).

Onde os Bois Lavram o Mar ("Where the Oxen Plow the Sea"). Part of a portuguese film from 1959, filmed in Mira Beach (Municipality of Mira).


  Mudar de Vida. Filme português de 1966, realizado pelo cineasta português Paulo Rocha (1935-2012) (Clicar!). As cenas do filme que decorrem entre os minutos 34 e 41 da película, filmadas em 1966 na Praia do Furadouro (no Concelho de Ovar), dão um retrato bastante realista de como era a Arte Xávega nesta época.

Mudar de Vida (can be translated to "Change of Life"), is a portuguese movie from 1966, made by director Paulo Rocha (1935-2012) (Click!). In the movie scenes between the minutes 34 and 41, filmed in Furadouro Beach (in the Municipality of Ovar), we can see how was the "Arte Xávega" in the old times.

Fishy Business In Portugal. Curta-metragem de actualidades cinematográficas, filmada em 1935 em Portugal.

Fishy Business In Portugal. Newsreel movie, filmed in 1935 in Portugal.


quarta-feira, 12 de novembro de 2014

A Praia Fluvial dos Olhos da Fervença:

A Praia Fluvial dos Olhos da Fervença situa-se junto à aldeia com o mesmo nome, Olhos da Fervença, na Freguesia de Cadima e Concelho de Cantanhede. Esta praia fluvial está inserida numa grande área de lazer arborizada, que inclui um bar / restaurante, balneários, parque de merendas, parque infantil, área desportiva e um recinto com palco para eventos musicais e folclóricos. A praia costuma dispor de vigilância por nadador-salvador durante a época balnear.

Esta praia fluvial foi criada pela autarquia por volta do ano 2000 (não sei a data concreta), através da escavação e alargamento do leito de uma ribeira existente, bem como da construção de um pequeno dique. A praia é abastecida por água de uma pequena ribeira, com início a cerca de uma centena de metros a montante, numa grande nascente de água natural, os "Olhos da Fervença".

O termo "Olhos da Fervença" deriva da configuração da nascente, onde a agua brotava do solo arenoso a borbulhar, em vários sítios (os "Olhos"). Na actualidade, os principais "Olhos" já não são visíveis, pois foram canalizados nos anos 60 e 70, para servir de fonte de abastecimento público de água canalizada. Este abastecimento é feito a partir de uma estação de captação, bombagem e elevação, situada no interior do edifício ao lado da nascente (ver as duas últimas fotos). Alguns pequenos "Olhos de Água" ainda são visíveis a brotar do solo, embora não seja possível ir perto deles, pois toda a área da nascente está cercada por uma vedação de segurança.

Esta nascente de água natural, com grande caudal de água potável de boa qualidade, assume grande importância na região, pois abastece não só todo o Concelho de Cantanhede, mas igualmente várias áreas dos concelhos limítrofes de Mira, Montemor-o-Velho e Coimbra. Daí que a nascente deva ser objecto de cuidados especiais para a sua conservação, evitando por exemplo focos de poluição ou actividades mineiras e extractivas nas áreas envolventes. Recentemente, a possibilidade de instalação de uma grande exploração de caulino numa área próxima da nascente, tem sido causa de grandes preocupações para as populações locais e autarquias desta área.

As fotos que publico foram tiradas numa manhã de Agosto de 2012, durante uma volta de bicicleta. Durante as manhãs de Verão, a praia ainda costuma estar vazia, ganhando vida por volta do meio-dia, sendo bastante frequentada durante a tarde.

The river beach of "Olhos da Fervença":

The river beach of Olhos da Fervença is located near the village with the same name, "Olhos da Fervença", in the (Civil) Parish of Cadima and Municipality of Cantanhede. The beach is included in a larger leisure area, which includes a bar / restaurant, locker rooms, a picnic area, a playground, a sports area to play football (soccer in USA) or basketball and an open air concert area with one stage.

This river beach was constructed in a stream, by the Municipality of Cantanhede, in the years around 2000. The source (or headwaters) of this stream is located some 100 yards from the river beach, in a natural water spring, known as the "Olhos da Fervença".

"Olhos da Fervença" can be translated to something as "eyes of the bubbling" or "eyes of the boiling", because the water flows from the sand in big bubbles, in different places of the water spring (these are the "water eyes", where the water seems to be bubbling or boiling from the sand), as if it was boiling in a cooking pot. Hence, the local inhabitants have called "Olhos da Fervença" to this natural water spring.

The bigger "water eyes" can not be seen nowadays, because since the 60s and 70s, they have been used as the main source to the public water supply network, of not only all the area of the Municipality of Cantanhede, but also of some areas in the neighbour municipalities of Mira, Coimbra and Montemor-o-Velho. There is a pumping station in the red building near the water source. (See the last two photos.) The water spring is surrounded by a fence.

But some smaller "water eyes" can be seen. They supply the water of the stream and of this river beach.
 
The photos i present were taken in a morning of August of 2012, during a bike ride, when the river beach was still empty. Most people come to the beach around midday (to lunch in the picnic area) and in the afternoon.























Localização / Location:

domingo, 2 de novembro de 2014

Ninho de Vespas no Viaduto:

Algumas fotografias acerca do curioso local que uma colónia de vespas escolheu para fazer o seu ninho, num viaduto sobre a autoestrada A17, localizado próximo da aldeia do Escoural, na área da Freguesia da Sanguinheira (no Concelho de Cantanhede). Estas fotos foram tiradas em Outubro de 2014, no regresso de uma caminhada matinal.

Wasp nest in the viaduct:

A few photographs about the curious place chosen by a group of wasps to build their nest, in a viaduct above the highway A17. This viaduct is located near the village of Escoural, in an area belonging to the Civil Parish of Sanguinheira, in the Municipality of Cantanhede. These photos were taken in October of 2014, during a morning hike.





Localização / Location: