sábado, 19 de outubro de 2013

Ciclismo em Portomar:

Amateur Cycling Race in Portomar:




Pôr-do-sol em Portomar! Dá-se o Sprint Final! O ciclista vestido de azul ganha a corrida...
Sunset in Portomar! The final sprint! The blue jersey cyclist wins the race...
Portomar is a village located in the Civil Parish of Mira and (also) Municipality of Mira, in Portugal.



Estou de volta ao ciclismo, ao blog e espero escrever por aqui com maior regularidade...

Na tarde do dia 26 de Agosto de 2013, aproveitei uma boleia para me deslocar até Portomar (localidade situada na Freguesia e Concelho de Mira), para assistir a uma prova de ciclismo amador aí realizada (com inscrições abertas para todos aqueles que nela quisessem participar). Esta prova popular realiza-se todos os anos, integrada no programa das festas populares e religiosas tradicionais desta localidade (Festas em Honra de Nossa Senhora do Carmo). 

A prova consiste em efectuar 1+20 = 21 voltas a um circuito urbano realizado nas ruas da localidade (a primeira volta é efectuada devagar, para reconhecimento do percurso, finda a qual se dá a partida real da prova), com uma distância aproximada de 2,3 km por volta.

Por tradição popular, a primeira volta ao circuito (para reconhecimento do percurso), é liderada por um senhor de idade, bastante conhecido e acarinhado pela população local, o senhor "Zé Diniz" (ou Dinis?), o qual aparece nas fotografias vestido com um antigo equipamento de futebol do Sporting Clube de Portugal. Mal acaba de realizar a primeira volta, sob fortes aplausos, o popular "Zé Diniz" encosta a sua bicicleta e junta-se em convívio com a população local, participando na festa popular que rodeia esta prova.

Enquanto decorria a prova, aproveitei para dar uma volta a pé pelo percurso, tirando algumas fotografias pelo caminho. Procurei enquadrar nas fotos da corrida algumas das tradicionais casas gandaresas / gandarezas, que ainda vão existindo em Portomar. A título de curiosidade, voltei a encontrar uma poltrona abandonada na via pública.

Este tipo de provas de ciclismo popular, hoje bastante raras, eram muito comuns há meio século atrás, integradas em centenas de festas populares de muitas cidades, vilas e aldeias de Portugal. Foi graças aos bons resultados obtidos neste tipo de provas, que alguns nomes históricos do ciclismo português conseguiram convites para ingressar em equipas de ciclismo nacionais, as quais lhes permitiram participar e brilhar em grandes provas nacionais, como a Volta a Portugal. Nesse passado já distante, muitos eram os jovens ciclistas amadores com sonhos e ambições pessoais que compravam a sua bicicleta e o seu equipamento com bastantes sacrifícios, treinavam sozinhos e chegados à altura da Primavera / Verão, procuravam obter protagonismo e bons resultados neste tipo de provas, esperando obter o merecido convite para ingressar numa das equipas de ciclismo que disputavam as principais provas nacionais.

No presente, o paradigma da formação de ciclistas mudou radicalmente. Os aspirantes a ciclistas de topo ingressam muito jovens em clubes com equipas de formação ou em escolas de ciclismo e vão participando regularmente em provas por escalões etários. Mas continuam a ser muito poucos os privilegiados que conseguem tornar-se ciclistas profissionais.

Entretanto, no tempo que passou entre este evento e o dia em que estou a escrever este texto, o ciclismo nacional conseguiu um feito histórico de enorme importância, uma vez que um português se sagrou Campeão do Mundo de Ciclismo de Estrada, numa prova épica disputada sob fortes chuvadas! Grande Rui Costa!



















































Localização / Location:


View Larger Map

 

Sem comentários: